O Regresso…

Muito tempo depois, o site da Enfertuna – Tuna de Enfermagem da Madeira ressurgiu… De nova cara, de novo nome e com uma nova tuna…

Portugal atravessa momentos difíceis – e concorde-se ou não com as opiniões partidárias cuja cor de cada ala define – a realidade bem real (se me perdoam o pleonasmo), é que a Saúde e a Enfermagem vivem momentos difíceis…

Seja a nível dos escassos recursos materiais, seja a nível do insuficiente reconhecimento dado a esta mui nobre classe, tanto a nível de carreira como a nível salarial, seja a nível do profundo desperdício de profissionais novos e  experientes cuja formação paga em largo número com o dinheiro dos contribuintes portugueses, serve agora para para aumentar a Diáspora portuguesa.

Sendo esta uma Tuna de Enfermagem, foi também muito abalada na sua estrutura… A natureza desta profissão impossibilita muitas vezes que seja possível um espaço temporal que permita a coexistência da totalidade dos seus membros, contudo de forma mais ou menos eficaz tentamos combater as naturais adversidades de um grupo desta natureza. No entanto, o prometido desemprego e as “oportunidades no estrangeiro” apregoadas pelos responsáveis da nação, fez com que dia a dia, menor fosse a nossa luz, a nossa massa crítica, e aos poucos voltamos ao início… a 2004, há 11 anos atrás…

Desde terras D’El-Rei D. Sebastião até aos domínio de Sua Majestade da Coroa Britânica, voaram que nem pássaros livres em busca de alimento, dezenas de enfermeiros e alunos de enfermagem que faziam parte desta nossa família… A esses a Enfertuna deseja felicidades, e que aí encontrem a alegria e o reconhecimento que a mãe pátria não foi capaz de dar…

Aos que ficam, resta juntar as cinzas e reerguer… E foi assim que a pequena semente que restou da tempestade começou a florescer… Os novos alunos de um tempo incerto, juntaram-se às nossas fileiras, e embora começar do zero possa parecer um sacrifício, será certamente recompensador…

Fruto deste renascer, a Direção da Enfertuna decidiu agitar as águas… e assim novas ferramentas, novas formas de comunicar e estar no mundo estão em desenvolvimento.

Tal como este novo Website que esperemos se torne numa das nossas caravelas em busca das terras prometidas, esperemos também que este novo grupo faça com que esta tuna se destaque no panorama musical académico regional e nacional… Em vós, nós, e em todos os que no futuro nos procurem depositamos a nossa confiança…

 

“Ai estes são os filhos da Poncha, todos juntos a cantar, Enfertuna da Madeira, viemos para ficar!!!”

 

Similar Articles

A família Enfertuna cont... Ontem, numa cerimónia regada com maresia, celebrou-se uma vez mais o crescimento da família Enfertuna… ? Após um período experimental caracterizado por um grande empenho e espírito de
A evolução dos Homens n... Após mais uma bela atuação no ínicio de um casamento muito especial, o casamento de um nosso antigo e eterno elemento Isabel “Miss Verniz” – à qual
Mais um ritual de passage... Mais uma atuação, mais um ritual de passagem… Desta vez, coube às excelentíssimas Rita “Cábula” Curopos e Verónica “Transformer” Costa a honra de se juntarem aos mais
Sangue fresco… Com o espírito reforçado pela entrada e grande empenho por parte da nova Maçaricada, a Direção desta mui nobre tuna achou por bem a realização de um
VII Oceanus, a Enfertuna ... Bem que as vagas do Oceano anunciavam que algo estava para chegar… ? Um Inverno como ninguém antes testemunhara, o encontro de 4 nobres casas num grandioso “Game
Indo eu, indo eu, a camin... As ruas viseenses encheram-se pelo eco de gritos ao espírito académico, sorriram perante as incontáveis amizades travadas ou relembradas entre copos e celebradas com um rasgar de
O Regresso… Muito tempo depois, o site da Enfertuna – Tuna de Enfermagem da Madeira ressurgiu… De nova cara, de novo nome e com uma nova tuna… Portugal atravessa
XV Fitumis, se estivesses... Foram 4 dias intensos, 7 tunas a concurso, na 15° edição de um festival que, certamente, não foi apenas mais um… As ruelas de Leiria, observadas lá
“Don Corleone”... Que ninguém pára a Enfertuna, já todos sabem… Numa maré particularmente repleta de compromissos tunaes, sejam eles festivais, atuações ou uma simples mas deliciosa troca de versos
De caloiros a tunos Hoje congratulam-se os mais recente tunos desta mui nobre tuna pela sua passagem para os mais dignos da casta lusa – Diogo “Chaço” Ferreira e Mariana “Pocahontas”

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *