VII Oceanus, a Enfertuna num Game of Tunas por terras Terceirenses

Bem que as vagas do Oceano anunciavam que algo estava para chegar… ?

Um Inverno como ninguém antes testemunhara, o encontro de 4 nobres casas num grandioso “Game of Tunas” que, tal como prometido, marcou a esplendorosa Ilha Terceira com os ecos de cantares tunaes e o convívio fervoroso entre “famílias” a cada virar da esquina…

A receada “vaga de frio” não nos deteve e calorosas foram as incontáveis memórias com que deste festival partimos, assim como as pérolas que trouxemos na bagagem:

? Prémio Melhor Solista
? Prémio Tuna + Tema
? Prémio Tuna + Tuna

As palavras aqui escritas não são suficientes para a tamanha alegria que este VII Oceanus nos trouxe, mas não podemos deixar de agradecer à Neptuna Tuna de Enfermagem pelo empenho, pela receção e pela organização ao longo de todo o festival!
À Tunística ESHTE e à Phartuna – Tuna de Farmácia de Coimbra, o nosso enorme agradecimento pelos momentos únicos vividos dentro e fora de palco – é essa a verdadeira magia dos festivais…

Deixando o melhor para o fim, um bem-haja aos nossos adorados guias Joana “Meia Bola” (meia, como quem diz…) e Diogo “Smeagól da Venda” (para bom madeirense, semilha da venda) pelo companheirismo, pela dedicação e por nos terem recebido de coração aberto. Convosco, dois novos nomes juntam-se aos membros da nossa família alargada ?

“A este festival, um brinde façamos
Ao memorável e grande VII Oceanus!” ??

Similar Articles

Bem-vindas, “Vibrra... Ainda no rescaldo do nosso 14° aniversário, não poderia ser esquecido um dos momentos que o tornaram, indubitavelmente, memorável…  Numa cerimónia solene, a família Enfertuna abriu os
Festival Pérola Negra Não percas de 29 de Outubro a 1 de Novembro, o festival organizado pela Enfertuna, Pérola Negra.
A família Enfertuna cont... Ontem, numa cerimónia regada com maresia, celebrou-se uma vez mais o crescimento da família Enfertuna… ? Após um período experimental caracterizado por um grande empenho e espírito de
“Don Corleone”... Que ninguém pára a Enfertuna, já todos sabem… Numa maré particularmente repleta de compromissos tunaes, sejam eles festivais, atuações ou uma simples mas deliciosa troca de versos
14 anos de Enfertuna… Há 14 anos que “ninguém pára esta Enfertuna”! Hoje houve mesa farta e, em seu redor, laços de amizade e orgulho por um projeto que é de
Indo eu, indo eu, a camin... As ruas viseenses encheram-se pelo eco de gritos ao espírito académico, sorriram perante as incontáveis amizades travadas ou relembradas entre copos e celebradas com um rasgar de
Sangue fresco… Com o espírito reforçado pela entrada e grande empenho por parte da nova Maçaricada, a Direção desta mui nobre tuna achou por bem a realização de um
No FesTiM a deslumbrar… Após vários dias festivaleiros repletos de uma magia inquietante e vontade de alegrar o público deste IV FesTiM com todo o nosso fulgor, a Enfertuna viu o
E a família cresce devag... Foi após uma animada atuação no Hotel Riu Palace que esta enorme família Enfertuna cresceu um pouco mais… O amarelo das gravatas enriqueceu com dois novos elementos
XV Fitumis, se estivesses... Foram 4 dias intensos, 7 tunas a concurso, na 15° edição de um festival que, certamente, não foi apenas mais um… As ruelas de Leiria, observadas lá

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *